sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Projeto Tropicália. Alunos Comemoram os 50 Anos do Movimento Tropicalista e sua Época

Para comemorar os 50 Anos da Tropicália, movimento cultural que nasceu na Bahia, com importante repercussão na cultura e na música popular brasileira nas décadas de 1960 e 1970, professores, alunos e toda comunidade escolar do Colégio Estadual Raphael Serravalle, em Salvador, Bahia, participaram  nos dias 31 de agosto e 1 de setembro/17,  da Culminância do Projeto Multidisciplinar -  A Tropicália e a sua Época, desenvolvido durante a 2ª. Unidade com   as turmas do Ensino Fundamental e 1a. e 2a.  séries do Ensino Médio, tendo cada turma duas madrinhas, que estão orgulhosas.

Foi lindo e gratificante para todos nós professores apreciar as leituras e releituras produzidas por uma geração que não viveu naquele período. Parabenizamos a todos os nossos queridos alunos pelo brilhantismo da festa, que nos deixou felizes e orgulhosos diante da resposta aos objetivos e ações propostas   em todas as etapas, aqui resumidas: 

- Música na Escola / Flash Mob no intervalo: cada dia uma turma era responsável por apresentar músicas e outras performances dos principais artistas: Gilberto Gil, Caetano Veloso, Tom Zé, José Carlos Capinam, além de Maria Betânia, Gal Costa,  Os Mutantes, Hélio Oiticica, Jorge Ben, Raul Seixas, Roberto Carlos e outros.
- Elaboração de cartazes, como os que ilustram este post, painéis ou revistas. Composição de  músicas, poesias, coreografias e o que o aluno considerar importante para a realização do trabalho.

- Diálogos entre a Tropicália e os demais movimentos da época: Movimento Vanguarda e o Pop Rock, Novos Baianos, Jovem Guarda, MPB.

- Contexto histórico nacional (o Regime Militar) e internacional (a Guerra Fria);

- A importância do movimento; principais autores das diferentes manifestações artísticas na música, nas artes plásticas, no teatro, na literatura, no cinema (o Cinema Novo); tendências da época na estética;
- Ditadura na América Latina e Espanha. Contexto Histórico e visão da opressão nos países vizinhos. Músicas que retratam a problemática. 

- Contexto Cultural Nacional. Arte Engajada. Chico Buarque, Novos Baianos, Jovem Guarda, Música Negra. Teatro: José Celso Martinez Corrêa. Cinema Novo: Glauber Rocha.  Artes Plásticas: Hélio Oiticica. Literatura:  Haroldo e Augusto Campos. Festivais de MPB/1967 e 1968. 

Disco Tropicália ou Panis Et Circensis (pão e circo), 1968.  Comp: Caetano
Veloso e Gilberto Gil.  Intérpretes: Banda Os Mutantes.

- Contexto Cultural Internacional. A chamada “Contracultura” - o Movimento Hippie; a Estética Hippie, o Flower Power (poder das flores);  Monterey International Pop Music Festival, 1967- Califórnia   e   Woodstook Festival (USA). The Beatles; The Rolling Stones (Reino Unido).


- Culminância: Exposição dia 31/08/17.  Festival - 01/09/17.  Acompanhe as fotos: 

Exposição de mídias do período, a exemplos do Rádio, 
o  Long Play,  substituído pelo CD, além de instrumentos musicais.
Performance dos alunos na sala de aula, com músicas dos trpicalistas.
 Não poderia faltar referências aos famosos  protestos, a exemplo da palavra de
ordem mais usada e mais contundente da época: ABAIXO A DITADURA !
Coreografia com músicas  que marcaram a época
Plateia atenta e participativa. Lindos ! Parabéns!
Não poderia faltar combustível para repor as energias. 
Frutas tropicais e outas deliciosas iguarias,  com direito a
música no rádio de pilhas.Tudo no capricho!
                       Da esquerda para a direita, as Professoras Marialva  Dórea
(Português), Patrícia Araújo (Inglês),  Francesca (geografia)
 e Lourdes Dutra  (História) recebem o carinho dos alunos.
   Professora Lise  Canário - de óculos escuros  na blusa (Matemática),  madrinha do
 1o. ano  "J",  feliz da vida com o desempenho dos seus pupilos. Foram brilhantes!
Professoras Edinê Menezes - cartaz no colo (Sociologia),  Indira Almeida- blusa preta (Filosofia),
Andréa - blusa azul (Física), Lise (Matemática), na apresentação dos alunos, do 2o. H.
Professoras  Claudia Araújo, de flor no cabelo (Redação),  Terezinha Roheukohe
             (Sociologia), Rosana  Zaidam (Biologia), Lúcia Serafim-de óculos escuros (Geografia) Lourdes, Patricia,  Milagro  Chevarria (Espanhol), Ana Virginia  Pimentel -em pé, de mão na cintura 
(Português)  acompanhando as apresentações dos alunos.  
 
FINAL APOTEÓTICO  -  IL GRAN  FINALE !  

Professoras Lourdes -de vestido (Históra) e  Patrícia - de calça branca (Inglês),  Prof. Dackson (História) comemoram o sucesso  do  Projeto,  dançando ao som  da  música País Tropical, de Jorge Bem, clássicos do Samba...
         
                                  Parabéns, Professores e Alunos ! Todo o nosso aplauso! 

Sites consultados sobre  o que foi a Tropicália. Amplie seus conhecimentos:
Música:  Panis Et Circensis. Compositores – Caetano Veloso e Gilberto Gil, 1968; Intérpretes – Banda Os Mutantes. Álbum – Tropicália ou Panis Et Circensis, 1968.
Panis Et Circensis = Pão e Circo
Ana de Oliveira. Projeto Tropicália
Napolitano, Marcos. UFPR. Arte engajada e seus públicos (1955/1968).
http://omartelo.com/omartelo22/materia9.html

Fotos e texto adaptado do projeto original, pela   Profa. Claudia Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poste seu comentário sem palavrões ou ofensas. Obrigada